quinta-feira, 24 de julho de 2008

Demorei pra dizer

Há muito não te escrevo, tanto,
que os problemas e as noticias
ficaram tão velhas quanto essa cidadezinha,
e agora não faz sentido algum te contar.
Mas, mesmo sem a sua ajuda,
que me era tão imprescindível,
acho que consegui desenvolver (ou seria desenrolar?)
aquelas situações, até me sinto mais forte falando assim,
mas minto pra mim mesmo porque no fundo sei que na verdade
as situações é que me empurraram a uma solução,
não digo em todas elas, mas nas primeiras,
a sorte com certeza foi a minha principal aliada ,
ela foi o vento que soprou pra que o casulo se rompesse um pouquinho sabe?
Mas isso foi só no começo,eu fui aprendendo rápido, lógico,
depois que você se foi, era só eu a vida e o Zé,
que nem posso mais contar,
era ele que me ouvia, com aquela cara ranzinza,
mas o coração tão puro quanto o copo d'agua
que o acompanhava todas as noites.. Saudade do .
Eu.. num sei se você lembra mas,daqui a três dias eu completo
meus 18 anos, que saudade daquele café da manhã de aniversários passados,
começo esse semestre na faculdade de administração, estou empolgado.
Eu não queria te dizer mas, aquela sua famosa frase irá se concretizar,
e só agora eu consigo entendê-la.Toda vez que você dizia;
"Você tem que acordar pra vida Danilinho!" aí vinha ela.. "Você tem que desarnar!"
E eu me perguntava que diabos era "desarnar",
mas enfim..
consegui conciliar um estágio com a faculdade e começo amanhã. É acho que desarnei.
o motivo real da carta é que só agora eu to dizendo algo que demorei demais pra dizer..
Muito Obrigado meu irmão, por ser o meu pai, por ser a minha mãe.
Eu estou muito feliz por você aí na Itália,
espero que volte algum dia seu cabeçudo.
Te amo irmão!
Danilinho.

Badengarden.

3 comentários:

Naraiana Costa disse...

Demorou pra dizer, mas disse.
Não perco oportunidade de dizer o que sinto. De uma hora pra outra a vida pode tomar outro rumo.
Ownn saudade da minha véa também..
=/

=*

Daniel Abreu disse...

PUTA QUE PARIU!

Bom demais. E fico mais uma vez com saudade da minha véa. "Demorei pra dizer..." e acabei nem dizendo.

=/

Vanessa disse...

é como disse...
de maneira sutil, revelou amor aí dentro.

Não deixe de dizer o que sente.
Não há porque deixar.

Lembre-se : Suas palavras são como flechas, tanto podem salvar como matar.